Informativos

Empresas com gestão ESG: como o outsourcing pode ser um aliado?

Com virada da década de 2020, uma certeza se criou no mundo corporativo: é impossível fazer negócio sem fazer a coisa certa. Ou seja, mais e mais lideranças têm percebido que bons resultados são também o reflexo de boas práticas. Com isso, fortaleceu-se o modelo ESG, que pode ser traduzido como: ambiental, social e governança (environmental, social and governance, do Inglês).

Incorporar esse conceito a uma empresa significa planejar e executar uma gestão que impacte positivamente a sociedade, agindo de forma efetiva a favor da sustentabilidade, da inclusão e da diversidade. Ajudar a construir um cenário mais justo dentro e fora da organização se torna, então, um propósito e uma meta.

E mesmo que esteja em alta também nos dias de hoje, a sigla ESG apareceu primeiro em um relatório de 2005, da ONU, intitulado “Who Cares Wins” (“ganha quem se importa”). Saiba mais sobre os 3 pilares desse modelo:

A Maq-Larem, o meio ambiente e o outsourcing

Muitas podem ser a medidas aplicadas por um negócio com o objetivo de estabelecer uma conduta mais verde. Uma delas é a implementação do outsourcing. Em poucas palavras, esse termo define uma gestão de equipamentos terceirizada, de impressoras a computadores. Isso inclui soluções como o aluguel dos melhores modelos, acompanhamento técnico constante e a reposição de suprimentos.

Além da vantagem de custos que vem com o outsourcing, existe uma oportunidade ideal para empresas que escolheram o ESG. Com a Maq-Larem, o desperdício de insumos, como o papel, é drasticamente reduzido, e o descarte de aparelhos é realizado com responsabilidade, do transporte à reciclagem de peças e materiais.

Se preocupar com o futuro exige um investimento no presente. Comece hoje. Comece com a gente.


Quer conhecer mais sobre a Maq-Larem? Leia o nosso informativo anterior, com o tema “Projeto do time Maq-Larem é vencedor do InovaHack Saúde 2022”, e siga-nos no Instagram.

WhatsApp chat